BEATS "4" SALE

Em 2020, precisamente em Abril, lançamos nosso terceiro projeto, que do ponto de vista audiovisual, foi algo bastante digno de representar a cultura dos beatmakers.

 

Um álbum de boombap clássico que trazia à tona uma mensagem sobre o mercado de beats à venda, que relega o beatmaker a uma posição secundária dentro da arte, sem nunca sequer ser lembrando como o artista por detrás do ritmo e da batida. A audiência precisa entender que hip-hop nasceu do ritmo, das pesquisas dos DJs e é igualmente importante as mensagens das rimas. O lançamento ocorreu em vários formatos: streaming, fitas cassete, minidocumentário e um curta-metragem de 3 minutos, mostrando o desafio que é ser beatmaker em um país onde a arte independente, passa desapercebida por muitos.

 

Mas tudo isso foi retirado do ar. Mesmo sabendo que a mensagem deste projeto era necessária, o artista aqui em questão é o mesmo da coletânea Headnod Mixtape, que esteve envolvido em um caso de racismo. O fato ocorreu em 2017, antes mesmo de a Endorphins Lab existir. Não tínhamos conhecimento do ocorrido, até que vítima do racismo entrou em contato conosco em 2020 e nos informou do ocorrido.

 

Mesmo sem ter culpa alguma, nos desculpamos com a vítima e assim como na coletânea, tiramos em definitivo, todos os materiais do ar. Hoje preservamos apenas a memória artística do projeto e vamos perpetuar o aprendizado e cuidado em selecionar os artistas do selo, pois não compactuamos com essa visão. Ela não cabe dentre da arte, que deve ser inclusiva, sob todos os aspectos.

In 2020, precisely in April, we released our third project, which from creational perspective, represented very much the beatmakers culture.

 

A classic boom bap album, which brought up a message about the beats for sale market, which relegates the beatmaker to a secondary position, without ever being remembered as the artist behind the beat. The audience needed to understand, the hip-hop culture, actually was born primarily from DJ research and this is equally important to the MC rhymes. This release included: the digital album, cassette tapes, a mini-documentary and a 3-minute short movie about the a beatmaker production routine and the challenge of being an artist in a country where independent art goes unnoticed by most of the people.

 

But all of that was taken down. Even knowing that message was necessary, the artist in question is the same one from Headnod Mixtape compilation, who was involved in a racism case. The fact happened in 2017, before Endorphins Lab exists. We were not aware of the fact until the victim contacted us in 2020 and reported what happened.

 

No one could blame us, anyway we apologized to the victim and just like for the compilation, we removed for life, all the released content. Today we preserve only the project artistic memory and we will perpetuate the lessons learned and put more efforts when selecting the artists for the label, because we do not agree with this behavior. It does not fit within art, which must be inclusive, in all aspects.

NOSSOS
LANÇAMENTOS

Clique para entrar nos projetos.

OUR
RELEASES.

Click over the images.